Twitter implementará Inteligência Artificial com o objetivo de evitar as Fakes News

Por Gabriel Couto – aluno Tech 2o semestre.

No dia 03.06.2019, a rede social Twitter anunciou a compra da startup Fabula AI, de origem britânica, capaz de detectar fake News através da tecnologia implementada chamada “deep learning”. Os detalhes da compra ainda não foram revelados, contudo, segundo os envolvidos, a inteligência artificial desenvolvida será totalmente integrada à rede social, inclusive, os pesquisadores iniciais também farão parte dos times internos que encarregarão de programar a tecnologia no site. 

Em comunicado oficial emitido pela rede social, o Twitter confirmou os especialistas que irão compor a equipe de desenvolvimento em machine learning, sendo liderado por Sandeep Pandey juntamente com Michael Bronstein, cofundador da startup, e Federico Monti, então chefe de tecnologia da Fabula AI. 

Atualmente, a rede social atua para combater a disseminação das notícias e contas falsas. A inteligência artificial desenvolvida pela startup tem como objetivo comparar o fluxo de compartilhamento das fakes News em detrimento a notícias consideradas reais, a partir de fonte certificadas, como forma de identificar os perfis que estavam propagando as fakes News.

Ainda, irão trabalhar também em tecnologia de telemetria, que consiste em analisar a linguagem natural e verificar os sistemas de recomendação, através de medição e comunicação de informações permeados no sistema. Para a implementação da tecnologia, irão estabelecer normas éticas para sua utilização, desenvolvendo, uma cooperação entre as universidades e as organizações não-governamentais. Vale destacar que Bronstein, cofundador da startup, permanecerá com sua cadeira de machine learning e reconhecimento de padrões na universidade Imperial College London, possibilitando essa interação entre a rede social e o instituto.

Ademais, as equipes irão trabalhar em uma melhoria dos produtos já fornecidos aos usuários, aprimorando o sistema de busca e recomendação dos conteúdos e da linha do tempo, utilizando-se a inteligência artificial e todas vantagens que essa pode oferecer.

O cenário que perdura na equipe do Twitter é de otimismo, com a melhoria do uso da rede social e o aperfeiçoamento da difusão das informações. A startup que, antes era aberta e descentralizada, agora, como citado pelos empreendedores, está em busca da melhoria do ambiente da rede social.

Fonte:https://canaltech.com.br/negocios/twitter-compra-startup-de-ia-para-deteccao-de-fake-news-140751/