Microsoft deleta grande massa de dados de reconhecimento facial

Por Rafael Pignataro – aluno Tech do 2o semestre

Segundo o Financial Times, a Microsoft deletou uma base de dados com mais de 10 milhões de faces usadas para o treino de softwares de reconhecimento facial. Com o uso de rostos de 100 mil pessoas reconhecidas, acredita-se que essa base foi usada para o treinamento de um sistema operacional militar.O delete ocorreu depois que a Microsoft convocou os políticos dos EUA para fazer um trabalho melhor na regulamentação dos sistemas de reconhecimento.

No ano passado, o Presidente da Microsoft, Brad Smith, pediu ao Congresso dos EUA que assumisse a tarefa de regulamentar o uso de sistemas de reconhecimento facial porque eles tinham “amplas ramificações sociais e potencial para abusos”. Mais recentemente, a empresa rejeitou uma solicitação da polícia na Califórnia para usar seus sistemas de detecção de rostos em câmeras e carros.Essa enorme quantia de imagens, chamado banco de dados MSCeleb, foi desenvolvido a partir de imagens de celebridades encontradas na internet.

O projeto Megapixels, que monitora bancos de dados de rostos, disse que a “maioria” das imagens eram de atores americanos e britânicos, mas acrescentou que também incluiu muitas pessoas que “precisam manter uma presença online para suas vidas profissionais”.

Contudo, mesmo que os dados não estejam mais disponíveis na Microsoft, provavelmente ainda estão sendo usados por pessoas que baixaram uma cópia. Uma vez que postado na internet as pessoas baixam e armazenam em seus HDs e assim, torna-se impossível excluir um bando de dados da internet. Dessa maneira, apesar do reconhecimento facial ser uma ótima ferramenta em diversas áreas, deve-se tomar cuidado para não liberar essa arma para pessoas que podem usa-la para o mal.

Fonte: https://www.bbc.com/news/technology-48555149