Uma breve contextualização do cenário atual mundial de esportes eletrônicos

Por Gabriel Couto – Aluno Tech 2o semestre.

BLAST Pro Series é um torneio de Counter-Strike: Global Offensive que teve a sua primeira edição em 2017 e desde então percorreu diversas cidades do mundo, como Copenhague, Istambul, Lisboa, e no dia 23/03/2019, teve sua edição em São Paulo no Ginásio do Ibirapuera. O circuito continua em Miami, nem um mês após a edição do Brasil. E em seguida vão ocorrer eventos em Madrid e Los Angeles.

Foram 7 mil pessoas presentes no ginásio e a procura por ingressos foi absurda. As vendas esgotaram em 4 horas e quem não conseguiu estava disposto a comprar pelo dobro do preço daqueles que resolvessem vender.

“Aprendemos que para a próxima vez que visitarmos o Brasil vamos escolher um lugar maior”, diz Laursen, vice-presidente de comunicação e branding da RFRSH Entertainment, empresa de mídia por trás da organização.

Ele revelou o valor de investimento de 2 milhões de euros (aproximadamente R$ 9 milhões) em São Paulo.

Foi divulgado alguns números do evento, com destaque para a GLOBO TV, que alcançou uma audiência enorme de 106 milhões de pessoas somando todos os canais da rede. Levando em considerações programas como Esporte Espetacular, Globo Esporte e Tá na Área, que comentaram sobre a competição. 

Precisamos destar ainda que a Globo estreou um quadro específico sobre esportes eletrônicos no Esporte Espetacular no dia 7 de abril. 

O Brasil é o terceiro maior país em audiência de torneios de e-sports no mundo, ficando atrás apenas da China e Estados Unidos. Com um público de 17,7 milhões de pessoas, deverá ser ainda um dos países com maior crescimento do setor nos próximos cinco anos.

De olho nisso, A Unilever, empresa multinacional de bens de consumo, anunciou sua entrada nos esports durante a Blast Pro com a criação de um núcleo de esportes eletrônicos. O líder do núcleo ressaltou as outras empreitadas internacionais da Unilever, lembrando o patrocínio da equipe de League of Legends da Team SoloMid, por exemplo. “A Unilever já teve iniciativas como essa no restante do mundo, mas no Brasil tudo começa agora”. Comentou Igor Corrêa, líder da Unilever Esports explica que trabalhará com “‘marketing de propósito’”, que “tem um poder transformador para mudar a vida de muitas pessoas”.

Nesse segmento temos também a Live Arena, voltada para games e eSports, educaçāo, entretenimento e negócios. Lá já aconteceu, por exemplo, o TUES (Torneio Universitário De Esports) onde aAnhembi Morumbi foi a grande campeã do1º Split 2018. A equipe derrotou na decisão aPUC-SP em um jogo muito disputado e garantiram a vaga no Continental de eSports. Também ocorreworkshops e lançamentos, a arena é hoje um ponto de encontro de todos os eventos gamers.

Em 2018, a Live Arena ofereceu aula na modalidade presencial e as vagas esgotaram para todas as classes. Segundo comunicado da empresa, haverá uma segunda turma de cursos presenciais ainda neste ano, que também lançou a modalidade de ensino a distância (EAD)para produção de conteúdo e pro player. Em parceria com o grupo Ser Educacional, as aulas começarão a partir de 20 de maio e terão duração entre dois e três meses.

Surge também a On e-Stadium, com mais de 3 mil metros quadrados e localizado no bairro da Aclimação, atuará no formato 360°, como uma arena, escola, centro de treinamento, salas de mídia, streamings, área dedicada de gaming experience e espaço para eventos.

Com um formato inédito no Brasil, e inspirado em modelos consagrados dos Estados Unidos, Europa e Ásia, deverá sediar importantes campeonatos nacionais e internacionais, treinar e revelar players e ainda ampliar oportunidades de negócios dentro do universo gamer. Conta com cursos presencial ou via EAD e parcerias com Vicente Martin Mastrocola, o Vince Vader, professor e doutor em game design na ESPM, e também com o curso de Sistemas de Informação (TECH), que contará com profissionais de ponta na formação jovens e adultos.

Hoje, a Find Your Grind (FYG), uma organização dedicada a ajudar crianças a explorar carreiras não convencionais e estilos de vida alternativos, anuncia um enorme fundo anual de US $ 450.000 em esports.

Como o maior programa anual de bolsas de estilo de vida do eSports nos EUA, o fundo está aberto não apenas a atletas de esportes altamente qualificados, mas também a adolescentes com paixão e interesse em esportes, independentemente de seu nível de escolaridade ou habilidade.

A missão da Find Your Grind é ajudar a expor, iluminar e educar alunos e professores para as oportunidades do futuro, conectando-os a profissionais relevantes. Nick Gross, fundador da Find Your Grind citou: “É uma indústria tão empolgante, com grande oportunidade de crescimento entre os jovens, por isso queríamos criar programas que mostrassem aos alunos que, se eles são apaixonados por jogos, eles podem buscar isso como um estilo de vida viável.

Com a rápida ascensão do eSports, o interesse dos jovens no espaço está aumentando, mas também a necessidade de talentos de qualidade. “Queríamos encontrar uma maneira de dar oportunidades aos alunos para praticar esportes e jogos, mas também queríamos apoiar o futuro do eSports, fornecendo o talento que continuará empurrando a indústria para frente. O envolvimento dos jovens é essencial para o futuro a longo prazo do eSports e o FYG está comprometido em ajudar as crianças a traçar um caminho e a viver sua paixão pelo e-sports ” disse Amish Shah, também fundador da ReKTGlobal.

Carreiras não convencionais e estilos de vida alternativos estão pavimentando o roteiro para o século 21 e, através da plataforma e do currículo on-line, os alunos terão acesso a conteúdo escrito e visual, oportunidades de orientação virtual, bolsas de estudo e muito mais.

Ao contrário das bolsas tradicionais, os fundos não precisam ser usados ​​para um diploma universitário. As Bolsas de Estudo FYG podem ser aplicadas às mensalidades da faculdade, no sentido de obter uma licença ou permissão, ou até mesmo para a aquisição de equipamentos necessários que os jovens possam precisar para iniciar um novo negócio.

Como parte dessa parceria, a Find Your Grind assinou a ReKTGlobal como sua Agência de Registros, para orientação sobre sua estratégia de esports. A ReKTGlobal ajudará nas ativações de eventos nacionais do FYG, criando oportunidades de orientação com os jogadores do esports e líderes do setor, conectando o FYG com parceiros estratégicos e auxiliando na criação de conteúdo para o currículo do FYG.

A ReKTGlobal é uma empresa de infraestrutura de esports que preenche a lacuna entre o negócio multibilionário de esportes tradicionais e o crescente negócio de e-sports e jogos competitivos. A empresa conecta negócios profissionais de esportes e entretenimento – de equipes e locais a marcas e empresas de mídia – com líderes do eSports, com o objetivo de trazer a indústria de eSports para o seu potencial máximo.

O videogame competitivo, é agora um esporte do ensino médio em oito estados dos EUA. Com universidades como a New York University e a University of California, Irvine oferecendo agora bolsas para videogames, a trajetória de carreira para o esports é mais semelhante aos esportes tradicionais do que nunca – do ensino médio à faculdade.

“Você pega um grande anunciante esportivo como a State Farm, que anuncia na NFL, na NBA, na Major League Baseball, no basquete universitário, no futebol americano universitário. Agora, a empresa State Farm disse: ‘Sim, acreditamos no eSports'”. Ed Gold, diretor de marketing da State Farm disse: “Eu pensei que nós assinariamos um jogador de e-sports? Não. Mas há um ano e meio não havia nada chamado Fortnite.”

Por fim, temos a Epic Games que, anunciou a FortniteWorld Cup 2019. A desenvolvedora do Battle Royale divulgou as primeiras informações sobre a competição incluindo uma premiação de US$ 1 milhão (R$ 3,7 milhões em conversão direta) por semana nas etapas de classificação, a competição distribuirá no total US$ 30 milhões em prêmios (cerca de R$ 112 milhões).

Links de referência:

https://www.techtudo.com.br/noticias/2019/02/fortnite-world-cup-2019-e-anunciada-com-premiacao-de-r-112-milhoes-esports.ghtml

https://www.eurogamer.net/articles/2019-02-22-epics-putting-up-a-usd100m-prize-pool-for-competitive-fortnite-in-2019

https://edition.cnn.com/2019/03/18/tech/esports-varsity-arena/index.html

https://vs.com.br/artigo/csgo-blast-pro-series-sao-paulo-teve-investimento-de-quase-rdollar-9-milhoes

https://vs.com.br/artigo/unilever-inaugura-nucleo-de-esports-buscando-fomentar-o-cenario

http://www.mynewsdesk.com/blastproseries/pressreleases/blast-pro-series-reached-plus-60-million-brazilians-2858372

https://sportv.globo.com/site/e-sportv/noticia/anhembi-morumbi-vence-campeonato-de-csgo-do-torneio-universitario-de-esports.ghtmlhttps://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2019/04/15/universo-de-e-sports-tera-cursos-de-ensino-a-distancia.htm