Japão Irá desenvolver malware para prevenir ataques cibernéticos

Por Matheus Soares – Aluno Tech do 2o semestre

A Kyodo News revelou que o Japão desenvolverá seu primeiro vírus de computador como medida de defesa a ataques cibernéticos e que o desenvolvimento será concluído em março de 2020. O Ministério da Defesa planeja usar o malware como uma vacina que poderia neutralizar os outros vírus maliciosos.

O Japão busca melhorar suas capacidades de defesa no espaço cibernético para poder enfrentar qualquer ameaça. Além disso o país tem como objetivo alcançar os países mais avançados nesse sentido dentro do limite de tempo estipulado como meta. 

Segundo a Kyodo News “O Japão fica atrás de outros países ao lidar com a ameaça de ataques cibernéticos. Ela planeja aumentar o número de funcionários em sua unidade de ciberespaço de 150 para 220, em comparação com 6.200 nos Estados Unidos, 7.000 na Coréia do Norte e 130.000 na China, de acordo com o ministério”.

O uso de malware para fins de defesa está no meio de um grande debate, o ciberespaço não tem limites e o risco de que códigos maliciosos saiam do controle, ameaçando Estados estrangeiros é preocupante.

O vírus será desenvolvido por empresas privadas e não será usado para ataque preventivo ou defesa ativa, revelou uma fonte do ministério. A política do governo permite ataques cibernéticos apenas contra um país ou qualquer outra organização considerada equivalente a um país.