Crecimento dos E-sports chama a atenção de gigantes da TV.

Por Gui Larrea – Aluno de Tech do 2o semestre

Os e-sports são um fenômeno de audiência ao redor do mundo, e com um crescimento de 15% (ano sobre ano) esperado para 2019, grandes emissoras de TV tem voltado suas atenções para o mercado. 

No Brasil, segundo dados da Newboo, 59% da população com acesso à internet consome algum tipo de conteúdo relacionado a games. Isso tem chamado a atenção de empresas como Globo e ESPN, que estão correndo atrás dos direitos de transmissão e parcerias para entrar de vez no mundo dos jogos eletrônicos. 

Em janeiro de 2019 a Globo e Globosat fecharam um acordo com a empresa RFRSH Entertainment, responsável pelo campeonato BLAST Pro Series de Counter Strike: Gobal Ofensive, que acontece em diferentes países durante o ano. Essa parceria garante a inclusão do Brasil como pais sede de uma etapa do torneio, com direito de transmissão completo dos jogos nos canais SPORTV e em suas demais plataformas online. 

A ESPN investiu na cobertura do cenário competitivo como um todo, adicionando novos programas à sua grade de programação e uma nova área no seu site focada nos e-sports. Esse novo espaço em seu conteúdo é trazido de forma similar ao feito nos esportes tradicionais, com as principais notícias sobre os times, campeonatos e novidades sobre os jogos.

Essa atenção dada por essas empresas, e as parcerias que estão sendo firmadas, são como um prémio para a comunidade aficionada por games, que tem uma força enorme no consumo de conteúdo, mas que não encontrava um tipo de cobertura desse nível dentro da mídia “tradicional”.