Algoritmo para detecção de Câncer de Pele

Por Isabela Tubarão – Aluna de Tech do 2o semestre

Em um estudo da Universidade de Heidelberg, 157 dermatologistas de 12 hospitais universitários alemães competiram com computadores em avaliar 100 imagens para descobrir se eram marcas de nascença ou câncer. No final, os algoritmos foram mais precisos que os médicos, assim como publicado pelo National Center for Tumor Diseases na revista “European Journal of Cancer“. O algoritmo foi criado Centro de pesquisa de Cancer Alemão (DKFZ), o Departamento de Dermatologia e o NCT. Ele pode identificar variações suspeitas na pele digitalmente e pode eventualmente suplantar a avaliação clínica de canceres de pele, segundo JochenSven Utikal, chefe da Unidade de Cooperação Clínica da DKFZ. O algoritmo não é capaz de analisar peculiaridades de cada caso e distinguir entre os mais de 100 diagnósticos possíveis, assim como um médico buscaria fazer em uma consulta clínica, assim como apontado pelo diretor do Departamento de Dermatologia, Alexander Enk porém mesmo assim somente 7 dos 157 dermatologistas conseguiram superar o algoritmo.

https://www.handelsblatt.com/technik/medizin/medizin-kuenstliche-intelligenz-erkennt-hautkrebs-besser-als-hautaerzte/24209424.html